O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Relógio inteligente para detecção de convulsões é aprovado nos EUA

A eficácia do produto foi comprovada após estudo com 135 pacientes epiléticos.

Relógio inteligente para detecção de convulsões é aprovado nos EUA
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

A FDA, órgão responsável pela administração de comidas e remédios nos Estados Unidos aprovou a comercialização de um relógio inteligente para pessoas com convulsões e decorrentes da epilepsia.

O smartwatch chamado Embrace, patenteado pela Empatica Inc. usa uma plataforma de aprendizado tecnológico avançada.

A plataforma conhecida como advanced machine learning é usada para a identificação de crises convulsivas e envia um alerta por mensagem de texto e telefone para os responsáveis pelo cuidado do enfermo.

Em um teste clínico, a eficácia do relógio inteligente foi ensaiada em 135 pacientes com epilepsia.

Este pacientes estavam sendo monitorados continuamente por vídeo-eletroencefalografia enquanto utilizavam o relógio.

Em dados coletados em 6.530 horas de 272 dias, o algorítimo do Embrase conseguiu detectar 100% das crises de convulsão, um total 40 crises generalizadas.

O teste foi confirmado por especialistas que não fizeram parte do estudo. O artefato ainda se responsabiliza por registrar dados sobre o sono, descanso e atividades físicas.

Inovação tecnológica ajuda vítimas de convulsões

De acordo com o médico diretor do Centro de Epilepsia de Nova York, Dr. Orrin Devinsky, mais de três mil norte-americanos morrem todos os anos por morte súbita causada pela epilepsia.

O maior serviço do Embrace será possibilitar um acompanhamento mais presente de familiares e profissionais da saúde de que há uma crise em andameto.

O atendimento imediato durante ou após essas crises pode salvar vidas e isso é confirmado por evidências científicas, informa o médico.

Na Europa, o relógio já funciona desde abril do ano passado, ele emite alertas e faz monitoramento das crises.

Nos Estados Unidos, é estimado que 3,4 milhões de pessoas sejam portadoras de epilepsia, incluindo quase meio milhão de crianças.

Aqui no Brasil, o Embrace ainda não foi aprovado pela ANVISA. Cerca de três milhões de brasileiros sofrem da doença e o smartwatch poderia ser uma forma de ajuda nestes casos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.