O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Refrigerantes são piores para a saúde que doces e representam risco

De acordo com pesquisa, há maior risco de morte por doenças cardíacas.

Refrigerantes são piores para a saúde que doces e representam risco
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Os refrigerantes possuem uma relação de amor tóxico com os seres humanos: o gosto doce atrai, mas o seu mau à saúde precisa afastar.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade Emory, nos Estados Unidos, há grande risco de doenças cardíacos para quem ingere quantidades altas de bebidas açucaradas artificialmente como os refrigerantes e os sucos de caixinha.

Esta relação preocupa a comunidade médica, já que existe o hábito de tomar esse tipo de produto desde a infância.

Em um estudo realizado com quase 18 mil pessoas com mais de 45 anos, nenhum deles apresentava doença cardíaca, acidente vascular cerebral ou diabetes tipo dois, ficou provado que quanto mais a ingestão de bebidas com açúcar, mais alto o risco de morte por doença cardíaca.

Os participantes precisaram preencher um questionário de frequência alimentar para que houvesse uma ligação de alimentos açucarados e bebidas açucaradas com os problemas de saúde.

Quem bebia 710ml ou mais por dia apresentou o dobro de risco de morte por doença cardíaca, comparado com quem consuma até 30ml.

Refrigerantes são mais perigosos que alimentos doces

O estudo não conseguiu provar que exista uma ligação entre alimentos açucarados e o risco de morte. Segundo os pesquisadores, o motivo disso é a forma como as bebidas e os alimentos são processados pelo corpo humano.

Como as bebidas contam com poucos ou com nenhum nutriente em sua normalidade, o corpo absorve com maior facilidade, levando consigo o açúcar que acaba sendo metabolizado.

Os alimentos açucarados contém nutrientes como gorduras e proteínas, o que retarda o metabolismo, oferecendo efeitos diferentes

O estudo, de acordo com o autor dele, Jean Welsh, mostra que os resultados provam a tendência e não a causa e o efeito.

Porém, é importantíssimo não exagerar na ingestão de bebidas ricas em açúcar no dia a dia, isso pode lhe ajudar a fugir de futuros problemas de saúde.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.