O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Peixe faz bem: comer duas vezes por semana beneficia o coração

Os benefícios do peixe vão além da saúde das mulheres e para o cérebro.

Peixe faz bem: comer duas vezes por semana beneficia o coração
5 (100%) 2 votos Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Atualmente, as pessoas procuram por comidas que trazem benefícios a saúde, que ajudam a manter a forma física e, principalmente, contam com propriedades que ajudam a saúde a longo prazo.

O peixe é um alimento excepcional para quem busca estes benefícios, já que é uma carne que traz benefícios para o cérebro, ajuda na saúde feminina e, se consumido duas vezes por semana, este fruto do mar ajuda a reduzir as chances de insuficiência do coração, parada cardíaca e acidente vascular cerebral.

A recomendação benéfica vem após a publicação de um estudo no periódico Circulation, que pertence à Associação Americana do Coração na última quinta-feira, dia 17 de maio.

Segundo Eric B. Rimm, professor de doenças epidemiológicas e nutrição da Universidade de Harvard, Estados Unidos, os ácidos graxos ômega-3 trazem benefícios para o corpo, podendo substituir alimentos que não são saudáveis.

O peixe pode substituir as carnes mais gordurosas, que contém saturação e é um verdadeiro problema para o organismo humano, podendo preencher as artérias.

Benefícios do peixe na alimentação

Segundo a pesquisa, duas porções de 99 gramas de peixe não frito ou 3/4 de xícara por semana é o suficiente para que os benefícios a longo prazo sem observados.

Os peixes mais indicados são o salmão, cavala, arenque, truta, sardinha e atum, pois são ricos em ácidos graxos ômega-3.

O mercúrio que pode ser encontrado em peixes normalmente estão em grande quantidade nos maiores animais, como tubarão, peixe-espada, atum e marlim.

Mesmo o mercúrio sendo associado a problemas para a saúde, como falhas neurológicas, este não tem efeito nos adultos. Os benefícios são maiores que os problemas que podem ser associados à contaminação.

Buscar pela variedade também é muito bom. O estudo ainda identificou a ligação entre os suplementos de óleo de peixe e a redução de problemas do coração.

De acordo com os estudiosos, estas pílulas não são recomendadas para prevenção de doenças cardíacas, já que não existem evidências na ciência que prove a eficácia da pílula.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.