O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Novo “bafômetro” pode detectar câncer

O estudo é liderado por médicos do Reino Unido, porém só trará resultados conclusivos dentro de dois anos.

Novo “bafômetro” pode detectar câncer
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Está em fase de testes um tipo de “bafômetro” que pode ser capaz de identificar a presença de câncer.

O estudo é liderado por médicos do Reino Unido, porém só trará resultados conclusivos dentro de dois anos.

Surpreendentemente esse teste tem a finalidade de verificar se diferentes tipos de câncer deixam algum composto químico capaz de ser identificado na respiração humana.

Cerca de 1500 pessoas, algumas destas já identificadas com câncer, terão amostras de respiração coletadas. E tudo indica que se for eficaz, essa tecnologia será adotada por médicos clínicos gerais.

Esses testes poderão ser aliados a outros na detecção de câncer, como os de urina e sangue.

Funcionamento do teste

A detecção do câncer poderá ser realizada por meio da avaliação da liberação de moléculas de odor. Células doentes possuem padrões diferentes de células sadias, que por sua vez liberam compostos orgânicos voláteis (VOCs).

Durante 10 minutos as pessoas respiram por meio de uma máscara, que coleta material para análise em laboratório.

O estudo ainda pesquisa se é possível identificar particularidades conforme o tipo de câncer e se seriam percebidos no início da enfermidade.

Potencial dos testes

Apesar de ainda estar no início, a ciência envolvida nos testes não é nova. Por sua vez, é necessário que apresentem sensibilidade suficiente para realizar diagnósticos seguros.

Na mesma linha deste estudo, cães poderão ser usados para “farejar” odores de câncer e, possivelmente, Mal de Parkinson.

A primeira fase do teste envolve pacientes com suspeitas de câncer de esôfago e estômago. Posteriormente serão investigadas pessoas com câncer confirmado. Um terceiro grupo, o grupo de controle, também participa e é composto por pessoas sem a doença.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.