O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Novo bafômetro? Chip consegue detectar drogas no sangue em segundos

Novidade consegue identificar presença de drogas no organismo humano.

Novo bafômetro? Chip consegue detectar drogas no sangue em segundos
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Graças aos pesquisadores da Faculdade de Engenharia de Ciências da Universidade de Buffalo, localizada nos Estados Unidos, um novo chip para a detecção de cocaína em poucos segundos.

Este novo aparelho consegue detectar a presença da droga em amostra de sangue, urina, saliva e até no ar.

Este chip foi desenvolvido por meio de parceria com especialistas da China. A publicação da novidade foi publicada na revista Small Methods.

Este chip se trata de uma nanoestrutura que pode meio de nanopartículas de ouro consegue capturar a luz nas bordas das pequenas moléculas biológicas.

Esta reação acontece por conta de padrões que atuam como impressões digitais e revelam informações sobre compostos presentes na amostra.

Produtos químicos como cocaína, opiáceos e ingredientes ativos de maconha possuem “assinaturas exclusivas” de dispersão de luz. Ou seja, podem ser detectados pela novidade tecnológica.

Agora, os pesquisadores estão em fase de teste para conseguir instalar o chip em um dispositivo portátil, já que o chip é de baixíssimo custo.

A tecnologia consegue fazer a análise do sangue, da respiração, urina ou saliva por meio de um processo de purificação que extrai moléculas específicas como da cocaína ou de outras drogas.

Assim, é transferida para o chip qualquer substância química que for identificada pela nanotecnologia.

Esta novidade ainda passa por ajuste, porém ainda existem melhorias a serem feitas, como a proteção das nanopartículas de ouro, prevenção de oxidação e degradação.

Chip age como “bafômetro” para drogas

Usado atualmente como o principal medidor de grau de álcool no sangue pelas polícias brasileiras, o bafômetro é muito importante para a chamada Lei Seca.

Seu nome original é Etilômetro e ele é responsável por medir a quantidade de álcool presente na amostra de ar expelido pelos pulmões do motorista.

Assim como o bafômetro, que não pode ter seu resultado alterado, a nova tecnologia de detecção tem uma taxa de sucesso excelente.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.