O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

A Música tem o poder de aumentar e eficácia do tratamento contra hipertensão, revela estudos.

O estudo realizado por universidades brasileiras em parcerias universidades inglesas teve bons resultados.

A Música tem o poder de aumentar e eficácia do tratamento contra hipertensão, revela estudos.
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Um estudo desenvolvido na Universidade Estadual Paulista (Unesp) indica que a música pode aumentar os efeitos de medicamentos ao combate da hipertensão arterial. A pesquisa, realizada em união com a Faculdade de Juazeiro do Norte, a Faculdade de Medicina do ABC e a Oxford Brookes University (Inglaterra), detectou as vantagens da associação em 37 pacientes.

Os pacientes do estudo foram monitorados por dois dias. No primeiro, logo depois da ingestão da medicação, eles ouviram música durante mais ou menos uma hora. No segundo, os medicamentos eram administrados, porém, eles apenas usavam os fones sem nenhuma melodia. “Nós concluímos que a música intensificou, em curto prazo, os efeitos benéficos do medicamento anti-hipertensivo sobre o coração”, falou o coordenador da pesquisa, o professor do Departamento de Fonoaudiologia da Unesp, Vitor Engrácia.

Para averiguar os efeitos da melodia, foi usado o método da mutabilidade da frequência cardíaca, que tem mais certeza e sensibilidade para avaliar as mudanças no coração. Entre os efeitos que foram observados estão a diminuição dos batimentos e a queda da pressão arterial.

Música pop

Os pacientes foram incentivados com canções instrumentais dos cantores pop, como, por exemplo, Adele e Enya. “Nós pensamos nessas músicas porque são mais popularmente aceitas”, disse Valenti sobre as músicas. O grupo tem estudado desde 2012 os efeitos da música no coração. Nos experimentos passados havia sido usada para a pesquisa músicas erudita.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.