O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Mioflex: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

O Mioflex também alivia dores e reduz febres. Isso porque possui um relaxante muscular em sua composição.

Mioflex: para que serve, como tomar e efeitos colaterais
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Mioflex é recomendado para o tratamento de dores inflamatórias relacionadas a músculos e articulações. As regiões mais afetadas por essas dores geralmente são os quadris, ombros e outras articulações, bem como reumatismo e osteoartrose.

O Mioflex também alivia dores e reduz febres. Isso porque possui um relaxante muscular em sua composição, o carisoprodol, que confere efeitos analgésicos, antiantirreumáticos, anti-inflamatórios, miorrelaxantes e antipiréticos.

Seu efeito dura até 6 horas, enquanto que o antinflamatório é percebido após 1 a 2 dias de ingestão.

Posologia do Mioflex (como tomar)

Recomenda-se a ingestão de 2 comprimidos (a cada 6 horas ou 8 horas). Reduzindo após o primeiro período para 2 e 3 comprimidos por dia (sendo 1 comprimido a cada 12 horas).

Contraindicações do Mioflex

Não consuma este medicamento nos seguintes casos:

  • Pacientes com indigestão ou úlceras;
  • Pacientes com intolerância ao ácido acetilsalicílico e lesões graves no fígado;
  • Pacientes hemofílicos;
  • Pacientes com asma, rinite ou coceiras provocadas pelo ácido acetilsalicílico;
  • Pacientes menores de 14 anos.

Superdosagem

Havendo ingestão acidental ou excesso de Mioflex, podem aparecer os sintomas: náuseas, ânsia de vomito, ulceras, coma, hipotensão, alterações no sangue e insuficiência hepática e renal.

Sintomas de intoxicação aparecem de 40 a 72 horas após sua ingestão. Em todo o caso de superdosagem, usar o antídoto N-acetilcisteína em até as 16 primeiras horas.

Efeitos colaterais do Mioflex

Este medicamento pode apresentar os seguintes efeitos colaterais:

  • Efeitos colaterais leves: edema por retenção de líquidos, irritação estomacal, vômitos, reação alérgica, vertigem, ressecamento da pele náuseas e cefaleia.
  • Efeitos colaterais sérios: hemorragia no estômago e intestinal, choque anafilático (urticária/coceira, congestão nasal, inchaço dos lábios e olhos, tontura e dificuldade de respirar), estomatites, hepatite, insuficiência renal, nefrite, pancreatite, vermelhidão com elevações na pele, febre medicamentosa, asma e distúrbios da visão.
  • Efeitos colaterais raros: trombocitopenia, síndrome de Stevens-Johnson, leucopenia, agranulocitose, metahemoglobinemia, anemia aplástica, Síndrome de Lyell,0020 e anemia hemolítica.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.