O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Microvlar: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

Microvlar é uma pílula de uso diário e seu uso deve ser receitado por um profissional de saúde especializado.

Microvlar: para que serve, como tomar e efeitos colaterais
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Microvlar é um dos melhores anticoncepcionais, atualmente, no mercado. Esta droga é composta, em baixas concentrações por dois hormônios: levonorgestrel e etinilestradiol.

Destacado como um dos mais usados, ele protege quem toma contra a gravidez e diz proporcionar outros benefícios para saúde da mulher como regulação do ciclo menstrual e impedimento da ovulação e até anemia mas – naturalmente – como todo medicamento, deve ser receitado por um médico especialista.

Como tomar Microvlar

Microvlar é uma pílula de uso diário e seu uso deve ser receitado por um profissional de saúde especializado que conheça o histórico de seu paciente, pois cada pessoa tem características próprias para serem levadas em consideração na hora de escolher o melhor método contraceptivo.

Deve ser tomado na mesma hora, durante 21 dias e ao finalizar toda a cartela a mulher precisa fazer uma pausa de sete dias, sem ingerir nenhum comprimido. É esperado que durante este intervalo possa ocorrer sangramentos.

No oitavo dia, deve-se iniciar um novo ciclo contraceptivo, ou seja, uma nova cartela, mesmo que o sangramento ainda esteja ocorrendo.

O tratamento de Microvlar contém 21 comprimidos, presentes em uma só cartela. O dia semanal já está indicado no verso da cartela, indicando qual dia cada drágea deve ser ingerida.

Lembre-se de tomar sempre na mesma hora, com auxílio de um pouco de líquido, caso seja necessário.

Ainda no verso da cartela, a mulher poderá verificar a ilustração com o desenho de uma flecha, que demonstra a orientação e facilita a ordem dos dias da semana, até que tenha tomado todos os comprimidos.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns relatados durante o uso de Microvlar são náuseas, dor abdominal, aumento de peso, dor de cabeça, alterações de humor, dor e aumento da sensibilidade nos seios, vômitos, diarreia, retenção de líquidos, aumento da líbido, vermelhidão e coceira na pele.

Entre dois a três dias após a ingestão da última drágea, pode ocorrer sangramento semelhante ao menstrual, sendo causado por hormonal. Mesmo assim, a mulher deve iniciar um novo ciclo/cartela.

Caso a mulher siga todas as instruções, em cada mês, estará sempre iniciando uma nova cartela no mesmo dia da semana que a cartela anterior. E o sangramento pode ocorrer nos mesmos dias da semana.

Informações importantes:

Este medicamento é contra indicado para alérgicos ao levonorgestrel e etinilestradiol. E não terá qualquer efeito para gravidez ou suspeita de gravidez, amamentação, sangramento vaginal sem explicação, diabetes com lesão dos vasos sanguíneos, presença ou história de trombose, embolia pulmonar, infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral, enxaqueca com alterações visuais, dificuldade para falar e dormência de uma região do corpo, doença hepática grave, tumores do fígado ou câncer.

As informações deste texto não devem ser utilizadas na decisão do uso deste medicamento ou qualquer outro. Apenas o seu médico deverá ter o conhecimento para decidir quais medicamentos são adequados para você e sua atual condição.

Importante lembrar que estas informações não endossam nenhum medicamento como seguro ou eficaz para tratar qualquer paciente ou condição de saúde. Confie apenas em um profissional de saúde que conheça seu quadro clínico.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.