O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Metoclopramida: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

O uso da Metoclopramida pode causar problemas de movimento muscular em algumas pessoas.

Metoclopramida: para que serve, como tomar e efeitos colaterais
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

A Metoclopramida é um medicamento que trata os problemas de motilidade gastrointestinal. Ela aumenta as contrações no trato digestivo superior, acelerando a taxa em que o estômago se esvazia nos intestinos. Em pessoas com diabetes ela trata essa gastroparesia (um esvaziamento lento do estômago), o que pode causar azia e desconforto estomacal após as refeições.

Cuidados

O uso da Metoclopramida pode causar problemas de movimento muscular em algumas pessoas. Essas não devem voltar a toma-lo. Um outro tipo de distúrbio muscular que contraindica o seu uso para quem já o teve é a discinesia tardia. Para as pessoas que tem problemas mais sérios de estômago ou intestino, epilepsia, outro distúrbio convulsivo ou tumor da glândula adrenal o seu uso também não é recomendado.

Como tomar metoclopramida

Existem duas maneiras de tomar a Metoclopramida: via oral ou por injeção. Na primeira opção, o tratamento dura de 4 a 12 semanas para tratar a azia causada por refluxo gastroesofágico. Geralmente seu uso é trinta minutos antes das refeições ou na hora de dormir O tratamento venoso é para a gastroparesia diabética grave, assim como náusea e vômito causados por quimioterapia ou outras cirurgias. A infusão pode ser feita também no músculo, sempre pro um profissional habilitado.

Contraindicações

O uso da Metoclopramida é contraindicado para períodos maiores que 12 semanas, pois essas altas doses e por um período longo podem causar efeitos irreversíveis de movimento. Ele é contraindicado também para alérgicos, pessoas com problemas renais e hepáticos, pressão alta, doença de parkison e depressão. A Metoclopramida pode prejudicar o feto se a grávida tomar o remédio no fim da gravidez. Lactantes e menores de 18 anos também não devem usa-lo.

Efeitos Colaterais

A Metoclopramida é um medicamento com muitos efeitos colaterais e todo sintoma fora do comum precisa ser identificado e comunicado. Como falado antes, alguns efeitos são mais intensos e podem trazer graves sequelas para o paciente. No entanto, de forma geral, são os mais comuns: Inquietude, sonolência, cansaço, falta de energia, náusea, vômito, dor de cabeça e insônia.

Obtenha ajuda médica de emergência se tiver sinais de uma reação alérgica à metoclopramida: urticária; dificuldade respiratória; inchaço do rosto, lábios, língua ou garganta.

Pare de tomar metoclopramida e chame seu médico imediatamente se tiver algum destes SINAIS DE TRANSTORNO SÉRIO DE MOVIMENTO, que pode ocorrer nos primeiros 2 dias de tratamento:

Tremores ou tremores nos braços ou pernas; Movimentos musculares descontrolados em seu rosto (mastigação, estalar os lábios, franzir a testa, movimento da língua, piscar os olhos ou movimentos dos olhos);

Qualquer movimento muscular novo ou incomum que você não pode controlar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.