O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Inteligência Artificial ajuda a diagnostificar doenças raras

Uma das áreas da atividade humana que mais se beneficiou com o avanço da tecnologia nos últimos anos foi a saúde.

Inteligência Artificial ajuda a diagnostificar doenças raras
5 (100%) 2 votos Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Uma das áreas da atividade humana que mais se beneficiou com o avanço da tecnologia nos últimos anos foi a saúde.

Muitas doenças, antes sem cura ou de tratamento difícil, passaram a ser curáveis e seus tratamentos facilitados, beneficiando, dessa forma, milhões de pessoas em todo o mundo.

No entanto, muito ainda pode ser feito, novas descobertas prometem revolucionar os tratamentos e prevenções médicas e isso está cada vez mais ao nosso alcance. Foi o que provou um estudo publicado pela revista Nature Medicine onde cientistas parecem ter criado um software que pode diagnosticar distúrbios raros usando apenas a fot do rosto das pessoas.

O nome do programa é DeepGestalt e foi feito junto de um banco de dados de mais de 17 mil fotos de pessoas afetadas por mais de 200 distúrbios raros. Dessa forma ele reconheceu padrões ligados a centenas de diferentes síndromes genéticas. Os pesquisadores afirmaram que a ferramenta pode ser combinada com outros testes genômicos para dar maior precisão no diagnóstico dessas doenças.

Para confirmar ainda mais a sua eficácia, também foi feito um teste com cerca de 500 novas imagens e o programa identificou com sucesso as síndromes corretas. O DeepGestalt auxiliou os médicos a identificar pacientes com as síndromes de Angelman e Cornélia de Lange, que são mutações genéticas que causam mudanças na face de quem as possui.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.