O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Facebook ajuda jovens a largarem o cigarro, entenda

Estudo usa a rede social de Mark Zuckeberg para incentivar jovens a deixarem o tabagismo.

Facebook ajuda jovens a largarem o cigarro, entenda
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Um novo estudo clínico conseguiu descobrir que os adeptos ao tabagismo tem chances 2,5 vezes maiores de deixar de consumirem o cigarro após cerca de três meses de tratamento baseado no Facebook, rede social de maior uso no mundo.

Os números de sucesso superam outro tipo de programa online que visa o término do vício dos jovens adultos no cigarro.

Os pesquisadores criaram para o estudo o Projeto de Status do Tabaco, programa motivacional que tem noventa dias de duração, onde os participantes foram separados em grupos privados na rede social, onde eles se adaptavam à vontade de cada um parar de fumar.

Facebook ajudando jovens a deixarem o cigarro

No método de intervenção, vários métodos foram testados, incluindo publicações diárias, sessões com perguntas e respostas ao vivo semanais, sessões com conselhos comportamentais e etc.

Este estudo foi o primeiro a testar a eficácia de uma intervenção contra o tabaco feita completamente no Facebook, além de utilizar a abstinência do fumo. A revista Addiction recebeu os resultados.

O grupo recebeu encorajamento a usar o site smokefree.gov, do Cancer National Institute, durante o período de estudo.

Na amostra foram analisadas pessoas semelhantes aos dados da população fumante nos Estados Unidos.

Foram 500 pessoas, onde 45% eram homens, 73% eram brancos e 87% faziam uso do cigarro todos os dias e tinham média de idade de 21 anos. Eles não precisaram parar de fumar para participar do estudo.

Os especialistas pesquisadores fizeram uma avaliação de abstinência no início, depois aos três meses, seis meses e um ano.

Todos eles tinham a chance de receber um incentivo em dinheiro de US$ 100 dólares, equivalente a R$ 370.

Entre os resultados, os pesquisadores concluíram que a mídia social conseguiu demonstrar um efeito significativo de fazer os viciados deixarem o fumo durante 90 dias.

Este tempo era o de atividade da intervenção. Mesmo assim, o efeito não se sustentou no período de um ano, durante as avaliações.

A reposição de nicotina não foi fornecida pelos autores do estudo, porém, esta reposição e o tratamento online podem ajudar a melhorar as taxas de desistência do vício.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.