O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Cuidado: além de gordura, proteínas da carne aumentam risco cardíaco

Proteína da carne é associada ao aumento de risco de doenças cardíacas.

Cuidado: além de gordura, proteínas da carne aumentam risco cardíaco
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Diferente do imaginado, não são somente as gorduras da carne que são um problema para o cardiovascular humano.

De acordo com pesquisadores dos Estados Unidos e da França, a proteína da carne também está associada a um aumento significativo e até acentuado no risco de doenças do coração.

Porém, as nozes, castanhas e sementes trazem benefícios para o coração humano. Foi descoberto que suas proteínas são importantes para o bom funcionamento do organismo humano.

De acordo com os dados estudados, as pessoas que consumiram proteína da carne em grandes quantidades, apresentaram um aumento de 60% nas doenças cardiovasculares.

Do outro lado, pessoas que consumiram grandes quantidades de proteínas das nozes, castanhas e sementes, conseguiram reduzir em 40% as mesmas doenças.

Fazendo inclusão de dados dos mais de 81 mil participantes do estudo, este trabalho examinou detalhes e não somente fontes de gorduras, mas também as proteínas animais e também vegetais e as suas relações com doenças do coração.

Segundo o Dr. Gary Fraser, que trabalhou com a equipe do Dr. François Mariotti, do Instituto Nacional de Pesquisas Agronômicas da França, as gorduras são partes do risco das doenças cardiovasculares, mas as proteínas também podem ter efeitos independentes importantes e largamente negligenciados sobre este risco.

Proteínas e gorduras animais e vegetais

Ainda segundo o Dr. Fraser, os nutricionistas observam as gorduras ruins nas carnes e as gorduras úteis para o corpo nas nozes, castanhas e sementes como agentes em diversas condições benéficas para a saúde.

Porém a novidade alerta pra mais detalhes: “Esta nova evidência sugere que o quadro completo provavelmente envolve também os efeitos biológicos das proteínas nesses alimentos,” disse ele.

O trabalho foi diferente de maneira significativa em relação às pesquisas anteriores. “Esta pesquisa está sugerindo que há mais heterogeneidade do que apenas a categorização binária de proteína vegetal ou proteína animal,” afirmou o Dr.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.