O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Contato com cavalos pode ajudar na vida de autistas

Esta experiência pode "transformar" a vida do deficiente.

Contato com cavalos pode ajudar na vida de autistas
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

A falta de comunicação social, dificuldade para comunicação e interação são alguns dos principais traços de quem tem o transtorno do espectro autista.

Cavalos e cães são conhecidos mundialmente como os melhores amigos de quem precisa melhorar a capacidade de crianças e adolescentes que convivem com este problema de saúde.

Um dos pensamentos mais normais dos autistas é que as pessoas ao seu redor são muito complicadas, uma vez que o excesso de fala e gesticulações pode ser visto como uma barreira de identificação dos sinais.

A ansiedade e o isolamento fazem parte da realidade de quem tem esta doença, mas com os animais, a conexão se torna mais simples. Os bichos servem como uma ponte para os terapeutas, cuidadores e familiares se aproximarem do autista.

A criança autista aproveita terapias com animais

De acordo com a psicóloga Mariana Fernandes Pereira, que é psicopedagoga do núcleo de equoterapia, a criança com autismo ainda é rotulada nos dias presentes como agressivas.

Porém, a falta de fala não deve ser vista como a falta de comunicação. A equoterapia consegue provar que existe uma forma de relação de cada um.

Do jeito da criança, começa a acontecer um relacionamento e este vínculo com o animal é visto de uma forma bem positiva.

A terapia com animais ajuda a auxiliar na linguagem e ainda o reconhecimento do próprio corpo de quem sofre de TEA.

Segundo Pereira, “Neurologicamente, essa criança está recebendo estímulos e aumentando níveis de serotonina, dopamina, noradrenalina, influenciando no humor e na ansiedade da criança, que fica mais calma após o tratamento.”

A atenção e a comunicação são trabalhadas neste tipo de terapia. O animal consegue estimular a manutenção do equilíbrio e o tato.

As crianças ainda ajudam no cuidado diário do animal, fazendo com que outras áreas da vida sejam melhoradas. Até a alimentação da criança pode melhorar com a boa experiência.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.