O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Compulsão alimentar: uma doença emocional, sintomas e tratamentos

Conheça um pouco mais sobre a compulsão alimentar, um transtorno alimentar que vem se tornando cada vez mais comum

Compulsão alimentar: uma doença emocional, sintomas e tratamentos
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Conheça um pouco mais sobre a compulsão alimentar, um transtorno alimentar que vem se tornando cada vez mais comum e precisa de atenção e tratamento adequados.

Compulsão alimentar: uma doença emocional

A compulsão alimentar é um transtorno alimentar geralmente relacionado a ansiedade, estresse e outros fatores psicossomáticos. A comida se torna uma “fuga” e passa a servir de reconforto em momentos de picos de ansiedade, estresse, angústia ou euforia.

A compulsão alimentar acarreta diversos problemas, tanto a nível emocional como fisicamente. Ganho desenfreado de peso, altos níveis de triglicerídeos (colesterol ruim, diabetes), hipertensão, dentre outros malefícios que impactam a autoestima e a saúde.

Um grande problema de quem sofre de compulsão alimentar são os maus hábitos alimentares. Geralmente em situações de estresse pessoas que sofrem com episódios de compulsão alimentar costumam recorrer a produtos industrializados e processados. Alimentos altamente calóricos, ricos em sódio, glúten, gorduras e açúcar.

Quais são os sintomas da compulsão alimentar?

O indivíduo que sofre com compulsão alimentar costuma ingerir uma grande quantidade de alimentos em um curto período de tempo, os chamados “surtos”. Muitas pessoas com compulsão alimentar relatam ter o hábito de se alimentarem compulsivamente durante a madrugada. Resumidamente, comer até não aguentar mais e até mesmo passar mal. Geralmente os surtos noturnos vem acompanhados de muita ansiedade e insônia.

Ao contrário do que o senso comum pode dizer, a compulsão alimentar nem sempre está associada com obesidade, sendo que muitas pessoas que sofrem de compulsão também sofrem com outra doença muito séria: a bulimia. Ou seja, acabam por vomitar o que ingeriram em excesso, logo após os surtos alimentares.

Tratamento para compulsão alimentar

Pessoas com compulsão alimentar lidam com sentimentos de muita culpa e vergonha e precisam de apoio e acolhimento familiar e ajuda psicológica e/ou psiquiátrica. É importante ressaltar que é comum que a compulsão alimentar esteja aliada com outros transtornos psicológicos ou psiquiátricos, como TAG (Transtorno de Ansiedade Generalizada), ou até mesmo com a depressão ou bipolaridade.

A compulsão alimentar é uma doença e, infelizmente vem se tornando cada vez mais comum, principalmente entre jovens e mulheres.  É fundamental que família e amigos evitem julgamentos perante ao indivíduo que sofre de compulsão alimentar e que o mesmo busque ou seja incentivado a buscar ajuda de um profissional da saúde mental. O tratamento pode ser muito eficaz somente com sessões de terapia, dentre essas a Terapia Cognitivo Comportamental tem se mostrado muito eficiente, ou até mesmo com o uso se remédios ansiolíticos ou estabilizadores de humor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.