O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Câncer: remédio já disponível pode ajudar a tratar doença

Os pacientes que lutam contra o câncer cerebral podem ter conquistado um novo aliado.

Câncer: remédio já disponível pode ajudar a tratar doença
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Foi descoberto pelos cientistas da Universidade de Chicago, Estados Unidos, que a temozolomida, conhecido como TMZ, responsável por modificar o DNA agindo no crescimento dos tumores, pode ser neutralizada por um medicamento que já existe a venda no mercado.

Este possível novo aliado na luta contra o câncer é o acetazolamida, uma medicação que é usada para o tratamento da doença da altitude, além de outras enfermidades, como o glaucoma.

O efeito dela no corpo do paciente seria neutralizando a resistência que as células de glioblastoma oferecem, aumentando a eficácia do efeito do TMZ.

Esta descoberta é importante para a ciência porque, de acordo com os estudiosos, ela poderá ajudar a combater as células tumorais que são mais resistentes à ação do medicamento.

Quem dirigiu o estudo foi o Dr. Bahktiar Yamini, que afirma que se as novas descobertas estiverem corretas, a acetazolamida seria uma ajuda muito conveniente para tratar a doença.

O pesquisador ainda deixa claro que este medicamento tem uma fabricação barata, uma aplicação simples e efeitos colaterais pequenos.

Novidade no combate ao câncer

Foi descoberto nessa pesquisa, que os pacientes com o câncer cerebral mais agressivo tendem a ter uma resistência maior ao tratamento com o TMZ.

O motivo são os altos níveis de LLC/linfoma 3 (BCL-3). Esta proteína sozinha é capaz de neutralizar a ação do medicamento que faz parte do tratamento da quimioterapia.

A pesquisa preliminar ainda foi capaz de descobrir que os pacientes com câncer e com níveis mais baixos de BCL-3 tinham taxas de sobrevivência mais altas após o tratamento à base de TMZ.

Os testes foram feitos em animais e os níveis de cura em ratos foram observados. Em outros animais houve um aumento de sobrevivência de 30% a 40% dos casos após o tratamento combinando as duas substância.

Recentemente, publicamos aqui no Jornal da Saúde um artigo sobre um medicamento para hipertensão que pode ser eficaz contra a diabetes, confira.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.