O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Câncer de bexiga: Causas, tipos, sintomas e tratamento

O tratamento do câncer de bexiga varia de acordo com as causas apontadas no diagnóstico.

Câncer de bexiga: Causas, tipos, sintomas e tratamento
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Câncer de bexiga é uma doença caracterizada por um tipo de câncer cujo o desenvolvimento das células cancerígenas começa no tecido da bexiga. Esse tipo de câncer pode ser diagnosticado entre as idades de 60 e 70 anos. 

Normalmente, surgem alguns tumores superficiais e pequenos próximos à mucosa de órgão. Estima-se que cerca de 25% dos indivíduos que tenham ou já tiveram câncer de bexiga poderão desenvolver um segundo tumor primário em uma outra região do sistema urinário.

Tipos de câncer de bexiga

Existem 3 tipos de tumores que podem afetar a bexiga. Estes são:

  • Carcinoma de células de transição

Caso mais comum que afeta células do tecido interno do órgão

  • Carcinoma de células escamosas

Este tipo afeta principalmente as células planas e delgadas, e geralmente surgem depois de uma infecção na bexiga.

  • Adenocarcinoma

Esse tipo de câncer tem seus primeiros estágios nas células de secreção, conhecida como células glandulares, cujo o desenvolvimento cancerígeno destas células se forma nos tecidos da bexiga após um longo período de inflamação ou irritação.

Fatores de risco que favorecem o desenvolvimento de câncer de bexiga

Existem alguns fatores associados às condições do corpo e hábitos que podem facilitar o desenvolvimento destas células cancerígenas. Entre os diversos fatores, iremos destacar alguns que são:

  • Tabagismo (um dos principais fatores do câncer de bexiga)

Devido ao alto nível de nicotina e substâncias tóxicas, o cigarro é um dos facilitadores de câncer, em especial o câncer de bexiga;

  • Idade avançada

É uma doença bastante comum que acomete a bexiga de um indivíduo com 40 anos ou mais.

  • Etnia

Indivíduos de etnia caucasiana têm maiores chances de desenvolverem esse tumor;

  • Sexo

Indivíduos do sexo masculino estão mais susceptíveis ao desenvolvimento do câncer de bexiga;

  • Histórico familiar

Se você tem algum parente próximo com histórico de câncer na bexiga, isso pode ser um agente de risco para que você desenvolva a doença.

Sintomas do câncer na bexiga

Veja alguns sintomas que podem apontar um possível tumor na bexiga:

  • Hematúria (sangue durante a micção), o que pode dar à urina uma coloração atípica; a coloração mais comum é uma cor alaranjada, a menos comum é a vermelha-escura (cor do sangue);
  • Incontinência urinária (um dos principais sintomas do câncer de bexiga);
  • Dores nas costas;
  • Sensação de urgência para urinar e ardor durante a micção;
  • Perda de apetite
  • Dores pélvicas;
  • Perda de peso involuntária;
  • Excesso de fadiga e indisposição;

Diagnóstico do câncer de bexiga

Para confirmação do câncer de bexiga, o paciente deve consultar um especialista que realize os exames necessários. Entre os testes, o médico realizará um exame físico em seu próprio consultório.

Já os outros exames que confirmem a presença do tumor estão inclusos:

Tomografia computadorizada na região abdominal do paciente;

Uma biópsia da bexiga;

Também será realizado um exame de urina ou uma citologia urinária;

Tomografia da região pélvica;

Entre outros exames que poderão identificar o câncer de bexiga

Tratamento do câncer de bexiga

O tratamento do câncer de bexiga varia de acordo com as causas apontadas no diagnóstico. Estes tratamentos incluem cirurgia, quimioterapia, imunoterapia, e um acompanhamento médico constante.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.