O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Autismo: o que é, quais as causas, sintomas e tratamento

Algumas crianças com quadro de autismo também podem parecer comuns até completarem 1 ou 2 anos.

Autismo: o que é, quais as causas, sintomas e tratamento
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

O autismo é considerado um distúrbio no desenvolvimento de uma criança, que tem início nos primeiros anos de vida de uma pessoa, ou seja, na infância. Para alguns especialistas, ele é considerado um problema psiquiátrico. E é um dos principais transtornos entre os que comprometem habilidades de interação social, capacidade, e adaptação de um indivíduo a um meio social.

Apesar de não apresentarem nenhum problema neurológico, autistas apresentam inúmeras dificuldades de se firmarem socialmente e optam por viver em um mundo isolado, e internalizado.

Esse transtorno pode ser classificado em três categorias:

Síndrome de Asperger

A Síndrome de Asperger é um distúrbio neurobiológico incluído dentro do quadro de transtornos de desenvolvimento. Por muitos anos, a síndrome de asperger foi considerada próxima do espectro autista, mas ainda sim distinta dela.

Autismo Clássico ou também chamado de transtorno de autismo

As pessoas com esse tipo de transtorno, considerado de grau elevado, normalmente apresentam sintomas como atrasos no desenvolvimento linguístico, dificuldades sociais, comportamentos e interesses bastante incomuns.

Muitos pacientes que apresentam esse transtorno também possuem uma deficiência cognitiva.

Transtornos no desenvolvimento

Indivíduos que manifestam esse distúrbio normalmente apresentam sintomas mais leves e também menores do que os autistas de nível mais elevado. Os sintomas apenas causarão algumas dificuldades sociais e em sua comunicação.

Sintomas do autismo

Ao completar 18 meses de vida, a criança começa apresentar os sinais desse transtorno. Elas geralmente manifestam dificuldades em:

  • Brincar de fazes de conta;
  • Esboçar reação quando é chamada pelo nome (geralmente com esse tempo a criança já olha para quem o chama pelo nome. Quando apresenta quadro de autismo, ela não olha);
  • Reação a algumas coisas do ambiente;
  • Interações sociais;
  • Comunicação não verbal e também verbal

Algumas crianças com quadro de autismo também podem parecer comuns até completarem 1 ou 2 anos. De repente, elas regridem seu desenvolvimento, desaprendendo aquilo que aprenderam.

Crianças autistas também são extremamente sensíveis a luzes e sons, e manifestam uma grande dificuldade de olhar nos olhos de outras pessoas.

Outra característica do autismo é a repetição de movimentos

Os problemas na comunicação associados ao autismo podem incluir:

  • Dificuldade em manter uma conversa (já quando mais crescido);
  • Não interagir com olhar como as outras pessoas;
  • Repetir trechos de comerciais, ou palavras apenas memorizadas;
  • Usar rimas sem sentido

Causas do autismo

Embora ainda sejam desconhecidas, algumas teorias apontam para uma combinação de fatores, por exemplo, a genética e alguns agentes externos podem ser alguns fatores causadores do autismo. Segundo a Associação Médica Americana, uma criança tem 50% de chance de desenvolver autismo devido a fatores genéticos.

Diagnóstico de Autismo

Assim que os pais suspeitarem do autismo, a criança deve ser levada ao médico.

Através de analises, se o médico checar a existência de sinais que indicam o atraso no desenvolvimento do paciente, ele encaminhará a criança para um especialista. Este então fará um diagnóstico mais preciso.

Tratamento do austismo

O autismo não tem cura, mas de acordo com análises clínicas, avaliações e exames, o médico poderá recomendar algum programa de tratamento precoce para melhorar os sintomas do distúrbio.

Esse tratamento inclui:

  • Terapias comportamentais
  • Uso de medicamentos
  • Fonoaudiologia;

Entre outros que médico achar necessário para o paciente.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.