O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Angina de peito: causas, sintomas e tratamentos

Quando essa doença a ( angina pectoris) não tiver tratamento, causa a obstrução das artérias aumenta aumentada e acabará causando um infarto agudo do miocárdio, o que pode causar uma morte súbita.

Angina de peito: causas, sintomas e tratamentos
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Angina de peito por ser uma doença grave, tem que se agir rapidamente para começar rapidamente o tratamento. Por isso, é importante reconhecer os sintomas mais comuns da angina.  Passando  por um especialista, tomando os remédios certos e levando um estilo de vida saudável para o coração , você pode desfrutar,na maioria das vezes de uma vida normal.

Se o coração não está  recebendo a quantidade suficiente de sangue isso impede que ele funcione normalmente isso pode resultar na angina. Isso acontece devido à obstrução das artérias coronárias, que são por sua vez responsáveis ​​por levar sangue com oxigênio para o coração. A causa mais frequente é a arteriosclerose, devido ao acúmulo de placas de gordura nas paredes dos vasos, impedindo assim a circulação do sangue através deles de modo normal.

Quais são os sintomas da angina de peito

Geralmente é uma dor aguda no centro do peito que se estende por alguns minutos e tem as seguintes características:

  • Geralmente aparece na “área de gravata”, mas pode se estender até a mandíbula, braços e costas.
  • Geralmente é descrito como opressão, queimação ou tensão, e não como dor.
  • Dura entre 5 e 15 minutos.
  • Geralmente coincide com uma situação de estresse emocional ou enquanto faz algum esforço físico ou atividade.
  • Náuseas, vômitos, sudorese, palpitações e mal-estar são outros sintomas que podem acompanhar a dor.
  • Geralmente desaparece com o resto.

Quando essa doença a ( angina pectoris) não tiver tratamento, causa a obstrução das artérias aumenta aumentada e acabará causando um infarto agudo do miocárdio, o que pode causar uma morte súbita.

No entanto no caso da angina pectoris o fluxo sanguíneo é interrompido temporariamente, durante um ataque cardíaco esta interrupção é permanente e irreversível.

Embora os sintomas sejam muito parecidos, a dor e o desconforto causados ​​por um ataque cardíaco são mais intensos,  geralmente duram mais de 30 minutos e não desaparecem com a nitroglicerina sublingual.

É preciso saber que nem todas as dores no peito são causadas por angina ou um ataque cardíaco . Mais é importante fazer os exames passando pelo médico para descartar essas e outras doenças.

Qual o tratamento ideal

Para se prevenir da angina em patologias cardíacas mais graves, o mais importante é que a pessoa que tem  a angina saiba da  doença e mude seus hábitos de vida:

A comida deve ser composta de frutas, legumes, grãos, peixes, carnes e legumes magras. E com poucas gorduras saturadas, sal e açúcares.

Praticar esportes com frequência são recomendações dos cardiologistas para pacientes com angina. O exercício deve ajustar-se às condições físicas de cada pessoa. Caminhar, nadar e andar de bicicleta são algumas das atividades mais importantes.

É extremamente importante tirar o álcool e parar de fumar

Tratamento farmacológico para angina de peito

Para evitar que a angina ocorra em patologias cardíacas mais graves, o principal é que a pessoa que sofreu com ela está ciente de sua doença e introduz uma série de mudanças em seus hábitos de vida:Para evitar que a angina ocorra em patologias cardíacas mais graves, o principal é que a pessoa que sofreu com ela está ciente de sua doença e introduz uma série de mudanças em seus hábitos de vida:

Praticar esportes regularmente é outra das recomendações dos cardiologistas para pacientes com angina. O exercício deve ajustar-se às condições físicas de cada pessoa. Caminhar, nadar e andar de bicicleta são algumas das atividades mais benéficas

A comida deve ter muitas frutas, legumes, grãos, peixes, carnes e legumes magras. E pobre em gorduras saturadas, sal e açúcares.
Praticar esportes com frequência  é outra recomendação dos cardiologistas para pacientes com angina. O exercício deve ajustar-se às condições físicas de cada pessoa. Caminhar, nadar e andar de bicicleta são algumas das atividades mais benéficas.

Tratamento farmacológico

O médico pode prescrever um tratamento que pode incluir drogas como estatinas (para reduzir o colesterol), aspirina e outros agentes antiplaquetários (para prevenir a formação coágulos).

Na mulher, o médico também pode avaliar a conveniência ou não de seguir a terapia estrogênica, que consiste em administrar hormônios para reduzir o risco de doença cardíaca após a menopausa.

As pessoas que já foram diagnosticadas com angina de peito e que estão em risco de recorrência, o seu médico pode recomendar que você sempre levar a nitroglicerina sublingual tablet,  que é colocado sob a língua quando os sintomas começam. Este medicamento  só deve ser usado no momento da crise para aliviar a dor e parar a angina.

Quais são os fatores de risco

Angina de peito pode se manifestar tanto em homens como em mulheres, principalmente em idades entre os 45 e os 75 anos . No caso das mulheres, elas são mais propensas a sofrer de  menopausa .

A arteriosclerose não tem sintomas até que as artérias sejam bloqueadas  e a doença se manifeste, seja angina pectoris ou infarto .Sendo assim é muito importante evitar esses fatores de risco cardiovascular:

Obesidade Tente manter um peso saudável e principalmente,e queimar a gordura na área abdominal

Sedentário Pratique exercício físico moderado com frequência. Caminhar pelo menos 30 minutos por dia a um ritmo acelerado pode reduzir o risco cardiovascular em 11%, de acordo com a Federação Mundial do Coração .

  • Tabaco Os fumantes correm o risco três vezes maior de sofrer doenças cardíacas do que os não-fumantes, segundo a Fundação Espanhola do Coração .
  • Álcool  Alguns estudos dizem que beber um copo pequeno de vinho por dia pode ser benéfico para a saúde cardiovascular. Mais beber álcool aumenta o risco de angina ou ataque cardíaco.
  • Outras doenças Ter um bom controle do diabetes e da pressão alta ajuda a prevenir doenças do coração.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.