O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Anastrozol: Tratamento em casos de câncer de mama

O Anastrazol é um forte inibidor não-hormonal e indicado ao tratamento do câncer de mama em mulheres que estão na pós-menopausa.

Anastrozol: Tratamento em casos de câncer de mama
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

O Anastrazol é um forte inibidor não-hormonal e indicado ao tratamento do câncer de mama em mulheres que estão na pós-menopausa.

Este medicamento tem absorção rápida pelo organismo, o que pode ocorrer em um período de até duas horas estando a paciente em jejum. Ele é eliminado no prazo de 40 a 50 horas.

Contra indicações e advertências

O Anastrazol é contra-indicado em duas situações: em mulheres gestantes ou lactantes e em pacientes que apresentem hipersensibilidade ao anastrozol, bem como outros componentes da fórmula.

Não é recomendado o uso deste remédio em crianças pois sua segurança e eficácia ainda não foram confirmados em testes para este grupo de pacientes. O Anastrozol também não foi investigado em pacientes com insuficiência renal ou hepática severa.

Efeitos adversos do Anastrozol

Anastrozol em geral é bem aceito pelo organismo de seus pacientes. Quanto as reações adversas foram observadas em níveis leves a moderados. As reações constatadas pelo medicamento são:

  • Muito comuns: rubores.
  • Comuns: fadiga física, dor nas articulações, secura vaginal, cabelos frágeis, náusea, dor de cabeça e diarreia.
  • Raras: sangramento vaginal, anorexia, vômito e sonolência.
  • Muito raras: eritema e síndrome de Stevens-Johnson.

A posologia do Anastrozol em adultos, o que inclui pessoas idosas, é indicada a ingestão de 1 mg uma vez ao dia.

O que fazer em casos de superdosagem

Existem relatos limitados de experiências clínicas considerando a superdosagem de forma acidental de anastrozol. Não há registros de pacientes que tenha ingerido uma dose superior a 60 mg. Não foram verificados efeitos tóxicos ou adversos que possam ser considerados clinicamente relevantes.

Não há nenhum antídoto específico para casos de superdosagem. Ao agir no tratamento de uma superdosagem, é importante considerar a possibilidade de que vários agentes possam ter sidos ingeridos. Nesses casos é interessante induzir o vômito, apenas em casos que o paciente estiver acordado. Este medicamento em sua forma genérica custa em média R$150,00.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.