O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Álcool altera bactérias na boca, o que pode gerar tipos de câncer

Duas ou mais doses por dia de álcool aumenta risco de câncer e doenças cardíacas.

Álcool altera bactérias na boca, o que pode gerar tipos de câncer
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Usado por muitas pessoas como uma verdadeira fonte de diversão nos finais de semana e causador de diversos problemas de saúde e até dependência, o álcool, quando consumido em excesso é um fator de risco para o surgimento de várias doenças, inclusive o câncer. Portanto, este artigo serve como um sinal de atenção.

Os cientistas da Escola de Medicina de Nova York, Estados Unidos, conseguiram descobrir o surgimento de alguns tumores associados a alterações nos micro-organismos da boca humana provocada por bebidas alcoólicas.

Segundo a pesquisa publicada na última semana pela periódica Microbiome, existem mais de 700 espécies de bactérias, vírus e fungos que vivem na cavidade bucal, são chamados de microbioma oral.

Importantes para os seres humanos, os pequenos seres ajudam na digestão dos nutrientes e ainda ajudam na resposta imunológica do corpo contra as substâncias carcinogênicas, estas responsáveis pelo estímulo ou surgimento dos cânceres.

Pesquisa acende sinal vermelho para quem bebe álcool

Foram estudados 1044 norte-americanos adultos e saudáveis. Aqueles que bebiam de forma excessiva possuem uma redução do número das bactérias que trazem benefícios à saúde, como os lactobacilos.

Além disto, houve um aumento considerável dos micro-organismos que trazem prejuízo ao organismo. Os autores do trabalho científico constataram que existem evidências que o desequilíbrio do chamado microbioma é suficiente para gerar tumores na cabeça, pescoço além do sistema gastrointestinal.

Outros problemas como os cardíacos e bucais também podem aparecer por conta do abuso de bebidas alcoólicas.

Fique atento: para este estudo, foram consideradas bebedoras excessivas as mulheres que tomam uma ou mais doses de cerveja, vinho ou de licor todos os dias.

Homens que ingerem duas ou mais doses também possuem um aumento significativo no resultado do exame. Os pesquisadores consideram que reduzir ou zerar o consumo poderá revertar as alterações feitas nos grupos de bactérias na boca, evitando os danos trazidos pelo alto consumo de álcool.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.