O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Adoçante pode predispor ao diabetes; entenda

Os adoçantes à base de sucralose pode causar síndrome no metabolismo.

Adoçante pode predispor ao diabetes; entenda
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Consumir adoçantes de baixas calorias pode causar ao organismo humano síndrome metabólica, fazendo com que as pessoas tenham predisposição à pré-diabetes ou à diabetes, particularmente a pessoas que já são obesas.

As informações são do professor Sabyasachi Sen, que faz parte da equipe de estudos da Universidade norte-americana George Washington, uma das mais respeitadas na América do Norte.

A equipe descobriu essa informação em experimentos de laboratório onde foram usadas células-tronco derivadas da gordura humana e amostras de gordura humana.

A síndrome metabólica é um grupo de fatores de risco, entre elas aparecem a pressão arterial alta, o nível de açúcar no sangue igualmente alto, além dos níveis de colesterol não saudáveis e a gordura abdominal, que ajuda a aumentar os riscos de doenças do coração e nos vasos sanguíneos.

Risco de diabetes para quem abusa de adoçantes

Quem está nesta condição tem duas vezes mais chances de sofrerem ataques cardíacos e derrames. O aumento da diabetes é observado de três a cinco vezes mais.

“Nossos experimentos com células-tronco indicam que os adoçantes de baixas calorias promovem o acúmulo adicional de gordura nas células em comparação com células não expostas a essas substâncias, de forma dependente da dose”.

Segundo ele, à medida que a dose da sucralose aumenta em osso organismo, mais células irão aumentar o aumento na acumulação de gotículas de gordura.

A entrada de glicose nas células e o aumento dos genes que transportam a glicose são os principais motivos deste aumento.

O teste ainda usou amostra de gordura coletada de indivíduos com obesidade que consomem os adoçantes à base da sucralose.

Ficou constatado mudanças na expressão gênica similar aos que foram observados nas células-tronco. Os obesos são a maior preocupação da comunidade médica, já que apresentam maior risco de ataques cardíacos e Acidente Vascular Cerebral, o AVC.

“Acreditamos que o efeito seja mais pronunciado em pessoas com excesso de peso e obesidade, em vez das pessoas de peso normal, porque elas têm mais resistência à insulina e podem ter mais glicose no sangue,” disse Shen.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.