O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Ritalina: faz mal para saúde? Para que serve e outros detalhes

Confira neste artigo informações importantes sobre a Ritalina.

Ritalina: faz mal para saúde? Para que serve e outros detalhes
5 (100%) 2 votos Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Muito utilizado por pacientes que passam por déficit de atenção e hiperatividade, a Ritalina é conhecida por ser um anfetamínico, sendo usado ainda para tratar outras doenças que envolvem transtornos na psiquê humana.

Se utilizado de maneira irregular, a Ritalina pode proporcionar alterações na consciência, agindo como uma verdadeira droga para o organismo humano.

Este remédio ainda é usado por pessoas que passam por transtorno hipercinético, aquele problema de saúde onde o paciente não consegue ficar parado ou não tem atenção suficiente para realizar tarefas por um tempo longo.

A Narcolepsia, distúrbio do sono, também é tratada por esta medicação. A depressão em idosos também é combatida com este remédio.

O uso também é feito em crianças que passam por dificuldades de aprendizado e concentração. O preço do medicamento gira em torno de R$ 30 e 70 reais.

Crianças que passaram por situações traumática ou viveram por situações traumáticas não devem tomar o medicamento.

É extremamente necessário deixar claro que o uso do medicamento não deve ser feito para aumentar o foco ou a concentração por qualquer pessoa. O médico precisa dar o diagnóstico!

Efeitos colaterais da ritalina

Este medicamento ainda é muito questionável na comunidade médica. Os efeitos colaterais da medicação são muito fortes e incluem o nervosismo em excesso, insônia, perda de apetite, dores no abdômen, náuseas, vômitos, dores nas articulações, na cabeça, tonturas, taquicardia e sonolência.

Além de todos estes efeitos, a pessoa pode apresentar alterações na pressão arterial e no ritmo cardíaco, boca seca, febre, queda de cabelo e raramente casos de convulsões, aumento de tiques existentes, ganho de peso, alucinações, perda de libido, hipersensibilidade e até acidentes cerebrovasculares.

Contraindicações do medicamento ritalina

Alérgicos, pessoas com ansiedade, tensões, agitação em demasia, pessoas com problemas na tireoide, problemas de coração, pressão alto, pessoas que já usam remédios para tratar outras doenças psicológicas, como depressão e pessoas com glaucoma.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.