O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Prednisolona: para que serve, bula, posologia e indicações

Confira os dados sobre o Prednisolona antes de comprar o medicamento.

Prednisolona: para que serve, bula, posologia e indicações
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Um dos medicamentos anti-inflamatórios e esteroides mais conhecidos no mercado. O Prednisolona é metabolizado pelo fígado.

Sua principal utilização é no tratamento de diversos tipos de doença, agindo contra a inflamação e a dor.

O prednisolona ajuda no combate ao reumatismo, leucemia e doenças nas glândulas. Confira outros detalhes sobre este fármaco.

Ele é normalmente indicado para doentes que possuem desordem em suas glândulas corpóreas, como por exemplo a tireoide não supurativa, hiperplasia adrenal congênita e insuficiência adrenocortical.

Suas indicações são para reumatismo, epicondilite, sinovite osteoartrítica, osteoartrite por trauma, reumatismo juvenil e outros.

Este medicamento ainda é indicado para doenças do colágeno e também para o tratamento do lúpus.

O medicamento ainda é recomendado para condições alérgicas quando outros remédios não fazem efeito.

Dermatite de contato, asma, bronquite, alergias nos olhos, neurite óptica, coroítide, ceratite e conjuntivite alérgica.

Doenças respiratórias como pneumonite por aspiração, tuberculose pulmonar, doenças no sangue como anemias, trombocitopenia e outras também são indicadas para tratamento com este fármaco.

Ele ainda pode ser usado como paliativo contra o câncer linfático em crianças em adultos. O tratamento de doenças gastro intestinais e enterite regional deve ser feito comento em pico da doença, não como trato contínuo.

Mais detalhes sobre a Prednisolona

Este remédio e vendido em comprimidos e sua dosagem máxima para crianças é de 20 mg por dia. Para adultos, a dose inicial varia entre 5 e 60 mg ao dia.

Ele é contraindicado para alérgicos, além de não ser recomendado para o tratamento de infecções como micoses gerais ou pacientes com sarampo e varicela.

Grávidas e mulheres que estão amamentando precisam buscar o médico antes de fazer o tratamento.

Os efeitos colaterais do fármaco estrias na pele, olhos visivelmente salientes, alteração dos hormônios, mudanças na pressão dos olhos, queda de cabelo, perda de massa muscular, sudorese, dificuldade de cicatrização, retenção de líquidos e outros.

Caso um destes ou mais efeitos colaterais apareçam, consulte o médico para análise ou troca da medicação. Redução da dosagem também pode ajudar na redução do desconforto.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.