O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Nebacetin pomada: cicatrizante, para que serve e como usar

Confira mais detalhes sobre este medicamento antes de comprá-lo.

Nebacetin pomada: cicatrizante, para que serve e como usar
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

A pomada nebacetin possui um efeito antibiótico muito útil para o tratamento de infecções ocasionadas na pele.

Esta pomada é usada também nas mucosas e em localidades que possuam feridas abertas, queimaduras e também infecções localizadas ao redor dos pelos.

A medicação ainda pode ser aplicada na parte externa das orelhas, com cortes ou feridas que contenham pus, assim como acnes infectadas.

O nebacetin ainda ajuda na cicatrização de tatuagens, sendo indicado também pelos especialistas no ramo da marcação corporal.

Piodermites, eczemas, impetigo, furúnculos, antraz, ectima, sendo eficaz ainda contra as úlceras cutâneas.

A pomada atua bem nos tratamentos citados e higieniza, ajuda na cicatrização de vários ferimentos causados pelos cortes e também cicatriza abrasões.

Seu funcionamento dificulta o crescimento de várias bactérias, principalmente as que causam problemas na pele e mucosas.

O nebacetin é indicado para as infecções e é tão eficaz que os primeiros efeitos podem ser observados logo após o início da aplicação.

A melhora nas lesões após dois ou três dias do começo de tratamento já são amplamente visíveis. A resposta do corpo ao medicamento sempre vai depender do tamanho da lesão e também da defesa do organismo.

Caso o remédio não faça efeito em alguns dias, a maior indicação é procurar por orientação de um médico.

Mais detalhes sobre o nebacetin

Esta pomada é comercializada entre os preços de R$ 11 e 30 reais, dependendo da quantidade. As principais farmácias e drogarias oferecem este produto.

As contraindicações são os hipersensíveis para à neomicina, a outros antibióticos . Mulheres grávidas ou que estão amamentando , recém nascidos, lactentes, pessoas com perda de funcionamento dos rins, insuficiência renal grave, problemas de audição ou de equilíbrio do sistema labiríntico não devem tomar a medicação.

Usando o medicamento de forma correta, normalmente o medicamento não demonstra qualquer reação adversa, mas em dosagens acima do normal, cerca de 1,5% dos pacientes podem ter reações alérgicas no local, vermelhidão, inchaço, coceiras, alteração do funcionamento do rim, audição ou sistema labiríntico.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.