O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Metronidazol: para que serve, efeitos colaterais e mais

Conheça todos os detalhes sobre esta medicação neste artigo!

Metronidazol: para que serve, efeitos colaterais e mais
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Metronidazol é um remédio da classe dos antibióticos, o seu maior uso é para os casos de infecções virais e também parasitárias no intestino e na vagina.

Esta medicação é considerada anti-infecciosa, ele age impedindo que aconteça a proliferação de micróbios e suas atividades no organismo humano.

A absorção deste remédio ocorre entre uma e duas horas. O tratamento com o metronidazol pode durar de sete a dez dias, mas a prescrição do médico é a mais indicada para que o resultado esperado seja observado.

Este remédio ainda pode ser encontrado para uso pediátrico e adulto, sendo oferecido em suspensão de via oral, em forma de pomada e também em gel.

De acordo com o problema, o médico solicitará a posologia mais indicada para o seu caso.

Mais detalhes sobre o metronidazol

Este remédio tem atuação contra a giardíase, infecção causada pela giardia, protozoário flagelado, que age no intestino delgado.

Pessoas com amebíase intestinal também são indicadas para tratamento com este remédio. Vaginites, tricomoníase e infecções causadas por bactérias como a fragilis fusobacterium sp, eubacterium e cocos anaeróbios.

Esta medicação é um antibiótico, portanto, não pode ser comprado sem a apresentação da receita médica.

O preço médio deste fármaco gira entre R$ 4 até 40 reais, sempre dependendo da quantidade na caixa e da região do país.

Ele pode ser encontrado com outros nomes: Flagyl, Helmizol, Neo Metrodazol, Rozex e Terconazol.

Contraindicações do metronidazol

Se você possui alguma alergia a qualquer um dos princípios ativos do medicamento, como o imidazólico, não pode tomar o remédio!

Mulheres que estão amamentando precisam procurar o médico para saber se há uma liberação para fazer o uso deste remédio. Grávidas também precisam dar atenção a este detalhe importante.

Pacientes com encefalopatia hepática e com doenças crônicas precisam de autorização do médico, o uso do remédio pode trazer riscos à saúde.

Entre os efeitos colaterais aparecem dores de estômago, vômitos, náuseas e diarreia. Alteração do paladar, vermelhidão, dores de cabeça e na garganta e etc.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.