O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Hixizine: para que serve, bula completa e informações

Está com dúvidas sobre este medicamento? Este artigo vai lhe ajudar!

Hixizine: para que serve, bula completa e informações
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Se você está com dúvidas sore o Hixizine, este artigo vai tirar todas as suas dúvidas. Primeiro, este medicamento é um anti-histamínico, normalmente indicado para pessoas que estão se tratando para dermatite atópica, urticária ou apresenta sintomas alérgicos.

Esta medicação é indicada para os pacientes que passam por reações alérgicas por conta de rinite, sinusite ou conjuntivite e sentem dores de cabeça ou coceira.

O remédio ainda pode ser usado para manifestações controladas de ansiedade. O sedativo é um efeito colateral desta medicação.

É importante que você tenha a receita médica para efetuar a compra. Por ele ser indicado para uso contra alergias, as farmácias só liberam a venda com a receita.

Mais detalhes sobre a hixizine

O remédio, quando líquido, tem em sua posologia a dosagem por peso, principalmente para crianças e adolescentes.

De 6 a 8 quilos, a criança deve tomar entre 2 a 3 ml. de 8 a 10 kg são entre 3 e 3,5 ml. entre 24 a 40 kg, deve-se tomar a dosagem entre 8,5 a 14 ml.

Os adultos devem tomar um comprimido de três a quatro vezes por dia. Pacientes que possuam problemas gástricos precisam tomar comprimidos junto com a alimentação para evitar a sensação de enjoo ou queimação.

Este medicamento não engorda. O Hixizine não contribui diretamente para o ganho de massa corporal. Porém, seu uso em grandes quantidades pode tornar a pessoa sedentária, o que torna a elevação de peso mais fácil.

Efeitos colaterais: sonolência, constipação, secura na boca, agitação ou tremor, pessoas com crises convulsivas podem apresentar este sintoma após tomar o remédio.

Não tome este remédio se você tiver pressão intraocular alta, se possuir hipertireoidismo, doenças no coração, pressão alta, ataques de asma, casos anteriores de convulsão ou problemas no fígado.

As lactantes e grávidas precisam consultar o médico para saber se podem tomar a medicação, já que não se sabe ainda se a substância deste fármaco pode ser transmitida para o bebê pelo leite ou durante a gestação.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.