O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Glifage emagrece? Saiba detalhes, preço e indicações

O Glifage é um remédio utilizado para tratar pessoas com diabetes tipo 1 e 2.

Glifage emagrece? Saiba detalhes, preço e indicações
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

O Glifage é um remédio usado para o tratamento da diabetes tipo 1 e tipo 2, de uso oral, é associado a uma alimentação de alto equilíbrio e da prática de atividades físicas.

Este remédio combinado com os bons costumes alimentares e de educação física mantém os níveis de glicemia estabilizados.

Composto mais basicamente de metformina, esse medicamento é muito comum no tratamento da diabetes. Os níveis de insulina são controlados no organismo, fazendo com que seja utilizado o hormônio produzido pelo pâncreas de forma correta ao invés de rejeitar.

A glicose ingerida passa a ser absorvida normalmente pelo corpo, fazendo se tornar estável a curva glicêmica no sangue.

O remédio possui contra-indicações para quem tem problemas nos rins, figado, para quem tem diabetes descontrolada, para quem sofre de problema de desitratação, quem tem infecções graves, cardíacos em tratamento e quem tem problemas de circulação ou respiratórios.

Mais detalhes sobre o glifage

O remédio não pode ser tomado após ingestão de álcool, após cirurgias de grande porte. Caso haja uma cirurgia marcada, você precisa parar de tomar esta medicação com até duas semanas de antecedência.

Entre os seus efeitos colaterais, o glifage pode causar acidose lática, diminuição de vitamina B12, dores de cabeça, distúrbios do paladar, distúrbios do intestino, náuseas, vômitos e diarreia.

O preço deste fármaco pode variar de acordo com as farmácias e com as dosagens. existe a embalagem com 30 comprimidos revestidos de ação prolongada e a caixa com 10 ou 30 comprimidos de 1g.

O medicamento de 500 mg com 30 comprimidos costuma variar entre R$ 6 e R$ 15.

Uso do glifage deve ser feito a mando do médico

É necessária a prescrição médica, isso porque existem diferenças na recomendação entre a diabetes do tipo 1 e tipo 2.

Utilizar esta medicação de forma equivocada pode trazer riscos para a sua saúde. Além disso, é preciso saber que existem outras situações relevantes em relação aos seus hábitos alimentares e físicos  para a estabilização dos seus níveis glicêmicos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.