O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Fluoxetina: prozac/daforin, para que serve, efeitos colaterais e bula

Remédio antidepressivo é popular, mas você conhece suas propriedades?

Fluoxetina: prozac/daforin, para que serve, efeitos colaterais e bula
5 (100%) 2 votos Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Fluoxetina, também encontrada no mercado com os nomes comerciais de Prozac e Daforim, é um antidepressivo conhecido no meio fármaco, conhecido como classe dos inibidores seletivos da recaptação de seratonina, hormônio responsável pela sensação de felicidade ao corpo humano.

Este remédio é normalmente utilizado para tratar de síndromes, transtornos alimentares, transtornos mentais além de reduzir sintomas de depressão e ansiedade.

Porém, os efeitos colaterais acabaram gerando polêmica no setor médico e entre os usuários. Muitos não conseguem manter o uso.

É importante frisar que este remédio só pode ser vendido com prescrição médica e tem o uso controlado. A receita precisa ser renovada todos os meses para que o tratamento seja continuado.

Este fármaco é usado para tratar transtorno de ansiedade generalizada, depressão, bulimia nervosa, transtorno obsessivo compulsivo, transtorno disfórico pré-menstrual.

A posologia do remédio varia de causa. Para cada transtorno ou doença é recomendada a uma dosagem diferente da medicação.

Existem versões de fluoxetina de 20 mg (depressão, transtorno de TOC, transtorno disfórico), 60 mg (bulimia nervosa). Sendo importante não ultrapassar a posologia máxima de 80 mg por dia.

Fluoxetina: mais detalhes sobre a droga

Não existem estudos suficientes para informar quais seriam os efeitos de uma dose acima desta quantidade.

Entre os casos normais, a fluoxetina começa a fazer efeito entre 10 a 20 dias no organismo, desde que o tratamento não tenha interrupção.

As reações secundárias apresentam principalmente adversos graves. Os pacientes não deixam de notar o que começa a acontecer com seus corpos nos primeiros dias, o que leva a muitos pararem de usar o remédio.

Os que permanecem se tratando com este remédio tem grande probabilidade de desenvolver um grau de dependência, principalmente pelo remédio agir diretamente no sistema nervoso central acaba induzindo sensações boas ao uso da droga.

Esta substância também pode ocasionar problemas na vida sexua do paciente. Esta pode reduzir a sensibilidade do pênis e a perda de apetite sexual.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.