O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Azitromicina: indicações principais, para que serve, efeitos e mais

Confira informações e detalhes importantes sobre este fármaco!

Azitromicina: indicações principais, para que serve, efeitos e mais
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Como todos os medicamentos, a azitromicina necessita de atenção. É preciso ler a bula com atenção, além de respeitar sempre a indicação médica, fugindo sempre da tentativa de automedicação!

Este medicamento é um antibiótico. Ele é recomendado normalmente pelos profissionais da saúde, já que ele tem uma eficácia surpreendente.

Um pouco mais antigo que a eritromicina, este medicamento é um antibiótico que pode causar reação alérgica. Ele é oferecido em dose única.

Este medicamento serve para o tratamento de várias infecções, como sinusite, bronquite, faringite, amigdalite, pneumonia, rinite ou infecção do ouvido (otite média).

Além disso, a medicação ajuda em infecções na pele, infecções nos músculos, gordura, tendões, genitais, clamídia e gonorreia.

Este remédio combate as bactérias que não produzem proteínas, ele é indicado para pessoas que estão com infecções e não com resfriados comuns!

A leitura da bula é indicada, nela, as informações consideradas importantes estão descritas. Se este medicamento está sendo aplicado em crianças, ele precisa ter ainda mais atenção do responsável.

Entre as contraindicações aparecem as pessoas com reações alérgicas a este medicamento ou a qualquer antibiótico do tipo macrolídeo.

Este fármaco também não é indicado para mulheres que estejam grávidas ou lactantes, somente se houver um controle rígido do médico.

A azitromicina é usada normalmente para o tratamento durante três dias, com doses de 500 mg diárias, para crianças, o peso deve ser levado em conta. E é por isso, que somente o médico pode indicar o uso correto da medicação.

Efeitos colaterais da azitromicina

Entre as reações mais adversas aparecem cólicas, náuseas, vômitos, cólicas e diarreia. Pessoas com problemas hepáticos precisam ter cautela ao usar a medicação.

Este medicamento não afeta, de acordo com estudos, a eficácia de anticoncepcionais. Somente em casos muito raros ele pode alterar o efeito comprometido do remédio anti gestação.

O preço deste remédio gira em torno dos R$ 10 a R$ 40, sempre de acordo com a farmácia e também região do país onde está sendo comercializado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.