O Jornal da Saúde é um site de portal de notícias online com o objetivo de trazer assuntos relacionados sobre saúde e bem estar.

Diarreia: Quais são as causas sintomas e tratamentos

A diarréia é um aumento na frequência de evacuações (mais de três por dia) acompanhada de uma diminuição na consistência das fezes.

Diarreia: Quais são as causas sintomas e tratamentos
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Na maioria dos casos de diarreia infecciosa, os sintomas são tão claros que nenhum exame é necessário para confirmar o diagnóstico.

Quando a causa mais provável não é a infecciosa, é necessário realizar exames mais completos do intestino e do pâncreas para conhecer a origem da diarréia.

A diarréia é um aumento na frequência de evacuações (mais de três por dia) acompanhada de uma diminuição na consistência das fezes.

Às vezes, a diarréia pode conter sangue, muco, pus e alimentos não digeridos.

Geralmente, não requer tratamento e recomenda-se uma dieta leve e muitos líquidos.

Quais são as causas da diarreia

Existem muitas causas da diarréia, embora a maioria delas se origine de um processo infeccioso que é adquirido por intoxicação alimentar.

Em crianças, os vírus são a causa mais frequente de diarreia.
Outras doenças inflamatórias do intestino (como a colite ulcerativa e a doença de Crohn) e a insuficiência do pâncreas também desenvolvem diarreia.
Ansiedade e situações estressantes podem causar diarréia em algumas pessoas.

Certos medicamentos (principalmente antibióticos, mas não exatamente deles) produzem diarréia como efeito colateral.

Quais são os sintomas

O fator fundamental é o aumento do número de fezes e a diminuição da consistência. Outros sintomas também podem estar associados, como a presença de febre, intolerância alimentar, acompanhada de náuseas e vômitos e dor abdominal.

Se a diarréia for muito forte, a desidratação pode ocorrer devido à perda de líquido.

Quais são os tratamentos

O tratamento depende do diagnóstico e da gravidade da diarreia. Se for leve, basta tomar bastante líquidos no decorrer do dia, a água ajudam a manter o corpo hidratado. Também pode ser útil uma dieta de reflorestamento. Em alguns casos, são necessários antibióticos.

Se a diarréia é grave e acompanhada de desidratação, é necessário tratar o paciente no hospital para administrar fluidos pela veia.

A diarréia não infecciosa geralmente requer tratamentos específicos, dependendo do tipo de doença.

Como regra geral, não é aconselhável o uso de drogas antidiarréicas sem instruções do médico, pois elas podem complicar a evolução da diarréia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.